Custom Search

Túnel Prefeito Alaor Prata, Copacabana, Rio de Janeiro 

O Túnel Prefeito Alaor Prata liga Botafogo a Copacabana entre as ruas Real Grandeza e Siqueira Campos.

Tuite para os seus seguidores: O Tunel Prefeito Alaor Prata tambem conhecido como Tunel Velho marco da inauguração do bairro de Copacabana

O Túnel Prefeito Alaor Prata liga Botafogo a Copacabana entre as ruas Real Grandeza e Siqueira Campos.

Construído em 1892 pelo engenheiro Coelho Cintra foi o primeiro grande marco de urbanização e desenvolvimento do bairro de Copacabana.

Este túnel é mais conhecido como Túnel Velho, sua construção levou oito meses e foi concluído em 1892 ano, que passou a ser considerado, da fundação de Copacabana.

 

GeoLocalização:

Latitude, Longitude : (-22.963358,-43.191537)

#Hashtag:

  • #tunelprefeitoalaorprata
  • #tunelvelho

Túnel Prefeito Alaor Prata, Copacabana
 

Túnel Prefeito Alaor Prata em Copacabana

Túnel Prefeito Alaor Prata (Túnel Velho)

Alaor Prata Leme Soares (Uberaba MG, 17 de junho de 1882- Rio de Janeiro RJ, 19 de setembro de 1964) nasceu em Uberaba, Minas Gerais  e era filho do Major Melânio Feliciano Soares e de sua mulher, Mathilde Prata Soares. Iniciou seus estudos no Estudou no Colégio Uberabense e, mais tarde, no Instituto Zootécnico de Uberaba.

Formou-se como engenheiro geógrafo e civil em 1906 pela Escola Politécnica de São Paulo, onde foi presidente do Grêmio Estudantil em 1905.

Abertura do Túnel Velho

Filiado ao Partido Republicano Mineiro elegeu-se vereador em Uberaba pelo distrito de São Miguel de Veríssimo, em 01/01/1908, em Uberaba foi diretor dos jornais O Triângulo e a Gazeta de Uberaba e atuou no jornal Lavoura e Comércio.

Prefeito Alaor Prata

Atuou na Câmara até 21 de janeiro de 1909, data em que renunciou ao mandato. Naquele mesmo ano elegeu-se deputado à Câmara Federal como representante de Minas, exercendo mandatos nos períodos de 03/05/1909 a 15/11/1922 e 03/05/1927 a 23/10/1930. Afastou-se da Câmara Federal, para exercer o cargo de Prefeito do Rio de Janeiro, no período de 15/01/1922 a 15/11/1926, tendo sido nomeado pelo presidente Artur Bernardes (1922-1926).

Sua administração foi prejudicada por problemas financeiros, que o levaram a restringir uma série de obras do governo. Enfrentou ainda constantes ataques da imprensa. Foi exonerado do cargo em novembro de 1926.

Túnel Alaor Prata (Túnel Velho)

Foi Secretário Estadual da Agricultura, Viação e Obras Públicas de Minas Gerais, no governo de Olegário Maciel, entre 7 de setembro a 26 de novembro de 1930. Além das produções para a imprensa local e nacional, Alaor Prata publicou Questões Pecuárias, em 1919, uma pequena obra em defesa do Zebu, que vinha sendo muito combatido, naquele período, em todo o País; Caso de telefones: mensagem do Prefeito do Distrito Federal, Rio de Janeiro, 1923-1926; Cartas Anônimas. Ao tempo da Ditadura, Rio de Janeiro, sob o pseudônimo Erastro.

Foi presidente do Fluminense Futebol Clube, do Rio de Janeiro, de 1936 a 1940.

Assinou, em outubro de 1943, o Manifesto dos Mineiros, documento que defendia a redemocratização do Brasil, ao tempo da ditadura de Getúlio Vargas.

Em 1958 publicou Recordações de Vida Pública, um relato sobre as condições em que ele e seu antecessor, Carlos Sampaio, exerceram o cargo de Prefeito do então Distrito Federal, polemizando com este último. Afastando-se da vida pública, dedicou-se à indústria têxtil, no Rio de Janeiro.

Prefeito Alaor Prata

O Túnel Prefeito Alaor Prata (Velho) representa a inauguração do bairro de Copacabana pela facilidade que criou no acesso à Zona Sul da Cidade!

Pesquise e descubra mais!

Custom Search