Custom Search

Rua Carlos Gois, no Leblon, Rio de Janeiro

A Rua Carlos Goes começa na Rua Humberto de Campos e termina na Avenida Delfim Moreira.

Tuite para os seus amigos: A Rua Carlos Gois começa na Selva de Pedra e termina na praia do Leblon!

Antiga rua Francisco dos Santos.

A Rua Carlos Goes caracteriza-se como via local, com fluxo de veículos moderado, densa arborização e acentuado sombreado, que oferece aos pedestres agradáveis caminhadas.

Dos três quarteirões que constituem a rua, apenas dois, entre a avenida General San Martin e a rua Humberto de Campos, estão incluídos na APAC do Leblon.

Rua Carlos Góis, no Leblon

No inicio do quarteirão, entre as avenidas General San Martin e Ataulfo de Paiva, as acentuadas desigualdades de gabaritos ocorrem em ambos os lados da rua. Já na esquina com a avenida Ataulfo de Paiva, no lado par da rua Carlos Góes, o prédio nº 64 e seus vizinhos os nº 391 e 397 da avenida Ataulfo de Paiva são tombados pelo município e no lado impar, o nº 263, faz parte do conjunto arquitetônico formado pelos nº 375, 427, 443, 467 e 485, da avenida Ataulfo de Paiva.

No cruzamento dessas duas ruas, o conjunto arquitetônico dos prédios tombados e dos prédios preservados forma uma ambiência harmoniosa e oferece uma imagem privilegiada calcada em elementos que interagem e compartilham traços comuns: nos estilos, caracteres, personalidades, individualidades e alturas em conformidade com a escala humana.

Caminhando em direção à rua Humberto de Campos, no lado impar e final do quarteirão, está um grupo de cinco prédios preservados, entre quatro e cinco pavimentos. Suas fachadas exibem entre si, semelhantes traços arquitetônicos que resultam em uma união harmoniosa e aprazível ao cenário da rua. No lado par, as três edificações preservadas possuem semelhantes traços arquitetônicos. Embora estejam intercaladas por edificações não preservadas, se integram com as suas vizinhas, deixando uma forte e agradável imagem na rua. Seu cenário apresenta uma freqüência de volumes harmônicos e a densa arborização proporciona condições ambientais adequadas às pessoas ao caminhar pela rua.

É formada, no lado impar, por dois quarteirões, que acompanham a leve variação do alinhamento da rua. Entre esses quarteirões, está uma escada, tombada pelo município, que conduz, num plano mais abaixo, à rua General Urquiza. Neste mesmo lado, as edificações se integram e se destacam na paisagem motivada pelas formas arquitetônicas, estéticas, gabaritos e sombreados das árvores. A constância da ambiência dessa imagem se prolonga até a Avenida Visconde de Alburquerque.

No lado par, um muro, entre as avenidas Bartolomeu Mitre e Visconde de Alburquerque, faz limite da rua com o terreno da Polícia Militar. Tem forma linear, com cerca de quatro metros de altura e é visto como barreira física, desarticulada com os prédios que estão no lado oposto. A ausência de atividades, neste lado da rua, causa menor fluxo de pedestres que não se sentem tranqüilos e seguros ao caminhar pela calçada.

GeoLocalização:

Latitude, Longitude : (-22.98422192, -43.21986195)

 CEP da Rua Carlos Gois, Leblon, Rio de Janeiro:

  • 22440-040 Rua Carlos Gois

#Hashtag:

  • #ruacarlosgois
  • #ruacarlosgoes

Rua Carlos Gois, Leblon

Supermercado na Rua Carlos Gois no Leblon

Supermercado Zona Sul - Rua Carlos Góis, 344 - 22440-040 - 2249-0968

Restaurantes na região da Rua Carlos Góis

A Lista e Reserva de Hotel e aluguel por temporada na região da Rua Carlos Góis

Aqui estão alguns dos hotéis que selecionamos para você aqui na região da Rua Carlos Gois  seu hotel no Leblon ou Ipanema pela localização ou consulte a Lista de Hotéis clicando aqui

Quem foi Carlos Góis que virou nome de rua no Leblon?

Poeta e filólogo brasileiro, Carlos Góes nasceu no Rio de Janeiro em 1881 e morreu em– 1934.

O ilustre professor, escritor, poeta e filólogo Carlos Góes, nasceu no Rio de Janeiro, filho de Domingos Góes e de Maria Eugênia Machado Góes.

Cursou Humanidades nos colégios Abílio e Externato Aquino, formando-se em Direito pela Faculdade do Estado de Minas Gerais.

Mudou-se do Rio de Janeiro para Minas Gerais, tornando-se Promotor Público em Mozambinho, até ingressar como Professor Catedrático de Português no Ginásio Oficial de Minas Gerais, por brilhante concurso onde alcançou o 1º lugar, sendo muito cumprimentado pela brilhante tese "Da Linguagem".

Publicou inúmeros trabalhos didáticos: Dicionário de Galicismos, Dicionário de Raízes e Cognatos (premiado pela Academia Brasileira de Letras),

Dicionário de Afixos, Método de Análise, Sintaxe da Regência, Sintaxe da Construção, Gramática Expositiva Primária e Pontos de Língua Pátria.

 

Apaixonado pela Literatura e, em particular, pela poesia e primoroso diletante da bela arte, publicou os livros Crótulos (1888), Cítara (1904) e Espelhos (1924).

Dramaturgo, escreveu a peça histórica O Governador das Esmeraldas e algumas comédias e dramas. Foi titular da cadeira nº 11 da Academia Mineira de Letras.

No ano de 1931 veio residir em Petrópolis e aqui impressionou a sociedade intelectual e cultural com seus talentos oratórios e de escritor, ingressando na Academia Petropolitana de Letras, na cadeira nº 38, patronímica de Casimiro de Abreu, tomando posse a 10 de setembro de 1933.

Por pouco tempo enriqueceu a Academia e a Cultura de Petrópolis, falecendo em janeiro de 1935, recebendo homenagem acadêmica em sessão realizada a 7 de fevereiro do mesmo ano, sendo orador o acadêmico Álvaro Machado.

A Rua Carlos Gois começa na Selva de Pedra e termina na praia do Leblon.

Pesquise e descubra mais!

Custom Search