Custom Search

Rua Raul Pompéia, Copacabana, Rio de Janeiro 

A Rua Raul Pompéia começa na Rua Francisco Otaviano  e termina na Rua Sá Ferreira.

Tuite para os seus amigos: A Rua Raul Pompeia é uma rua residencial mas de tráfego de ônibus e automóveis muito pesado!

Rua Raul Pompéia em Copacabana

Primeiramente recebeu o nome de Rua Marinho.

GeoLocalização:

Latitude, Longitude : (-22.984502,-43.191547)

CEP da Rua Raul Pompéia, Copacabana, Rio de Janeiro:

  • 22080-000 Rua Raul Pompeia

#Hashtag:

  • #ruaraulpompeia
  • #raulpompeia

Rua Raul Pompéia, Copacabana

Restaurantes na Rua Raul Pompéia

Abaixo vão algumas sugestões de restaurantes na região da rua Raul Pompéia. Na rua mesmo são poucos mas existem alguns na região.

A Lista e Reserva de Hotel, hostel e apartamentos por temporada na região da Rua Raul Pompéia

Na região da Rua Raul Pompéia existem várias opções de hospedagem e selecionamos alguns para que você reserve seu hotel, hostel ou apartamento por temporada em Copacabana pela localização ao lado ou consulte a Lista de Hotéis clicando aqui

Clique na foto para reservar 

Urbanização da Rua Raul Pompéia

Quem foi Raul Pompéia que nomeia esta Rua em Copacabana?

Raul d’Ávila Pompéia, filho do advogado Antônio de Ávila Pompéia e de Rosa Teixeira Pompéia nasceu na cidade de Jacuecanga, distrito de Angra dos Reis no dia 12/04/1863. Ainda muito pequeno foi internado no Colégio Abílio, um dos melhores do Rio de Janeiro na época, dirigido pelo Barão de Macaúbas o professor Abílio César Borges. A mudança foi um grande choque para o menino e o influenciou para o resto da vida.

Entretanto o contato com pessoas diferentes no internato serviu de inspiração e logo ele se sobresaía com seu humor, seu poder de observação, seu prazer pelos estudos e leituras, irônico logo se descobre um desenhista e caricarista de talento e não demora para que publique o seu próprio jornal: "Archote".

Ao terminar os estudos básicos é transferido para o Colégio Pedro II. Aos 17 anos em 1880 publica o romance "Uma Tragédia no Amazonas". No ano seguinte inicia os estudos de direito na Faculdade de Direito de São Paulo onde descobre finalmente o seu lugar: o âmbiente literário e as fervilhantes idéias vanguardistas, materialistas e com o positivismo. Logo começa a escrever em jornais de São Paulo e da capital do Império, sempre fazendo uso de peseudônimos, e uso vários:

  • Rapp
  • Um moço do povo
  • Y
  • R.
  • ?
  • Raulino Palma
  • Pompeu Stell
  • Hygard
  • Fabricius
  • Raul D.
  • Niomey

Publicou no Jornal do Commercio, os poemas "Canções sem Metro", que posteriormente foram reunidos em volume. Na Gazeta de Notícias publicou "As Joias da Coroa". Tanta produção literária não poderia dar noutra coisa: terminou reprovado no 3o. ano, em 1883, e junto a 93 outros acadêmicos vai para Recife terminar o seu curso de direito.

Em 1885, retorna ao Rio dedicando-se a literatura através de crônicas, artigos em jornais, contos e folhetins e se inserindo na vida intelectual da corte! Nesta época escreveu o romance biográfico "O Ateneu - Cronica de Saudades, onde o personagem conta a sua estória de quando foi arrancado da sua mãe e colocado no internato!

Publica inicialmente através de folhetins no jornal "Gazeta de Notícias" e imediatamente depois em livro, transformando "O Ateneu" num clássico instantâneo da literatura brasileira, até os dias de hoje.

Durante 1889 colabora com o Jornal do Commercio e com o "A Rua", jornal de propriedade de Pardal Mallet. Logo foi nomeado como professor de mitologia na Escola de Belas Artes e em seguida Diretor da Biblioteca Nacional. 

Ddefensor do Marechal Floriano Peixoto, ao contrário de amigos seus, ele se envolve numa grande discussão com Olavo Billac e que resulta num duelo onde um ataca o outro através dos jornais fossem em artigos ou através de charges! 

Floriano morre em 1895 e ele é demitido da Biblioteca Nacional, deprimido, rompido com seus amigos, terminou se julgando caluniado por Luís Murat e sentindo-se excluído se matou no dia de natal de 1895.

Obras:

A obra completa de Raul Pompéia está reunida em Obras, organização de Afrânio Coutinho, 10 vols. (1981-1984). 

A Rua Raul Pompéia é a continuação da Rua Barata Ribeiro em direção ao Posto 6 e Ipanema.

Pesquise e descubra mais!

Custom Search