Legalização das apostas esportivas e abertura de cassinos são propostas para o Rio de Janeiro

shutterstock-cassino.jpg

O Rio de Janeiro já foi um ambiente promissor para os jogos de apostas esportivas no Brasil. Artistas e apostadores de todo o mundo frequentavam o aclamado Cassino Atlântico em Copacabana. Os desembarques ocorriam nos transatlânticos na baía de Guanabara rumo aos cassinos mais badalados do estado, como o da Urca.

O governo de Getúlio Vargas era a favor da expansão dos cassinos no país com objetivo de fomentar a economia. Durante o período da 2ª Guerra Mundial, com os riscos apresentados pelas viagens oceânicas, os cassinos deram espaço para as apresentações de artistas nacionais da época, como Carmem Miranda, frequentadora assídua dos palcos nessa época.

Por volta de 1944 na cidade de Petrópolis, foi inaugurado o Palácio Quitandinha, considerado o maior cassino da América Latina. O Brasil foi um disseminador cultural e econômico da indústria de jogos. Foram construídos cerca de 70 cassinos na cidade que geraram empregos para mais de 50 mil trabalhadores.

Por que os jogos de azar foram proibidos no país?

Após a posse de Eurico Gaspar Dutra, em janeiro de 1946, foi adotada uma postura polêmica e conservadora quanto aos jogos de cassino no país. Houve rejeição por grandes empresários do setor que se sentiram traídos pela decisão do atual presidente.

Na época, cogitava-se que essa decisão foi influenciada pela esposa de Dutra, de nome "Dona Santinha". A igreja católica que obtinha grande influência no período passou a rejeitar o ambiente dos cassinos, considerando-os indecentes e fora do contexto das "famílias tradicionais".

Em nota, o ex-presidente Dutra justificou sua decisão sob o ponto de que a moral jurídica e do povo brasileiro contrariava a prática e a exploração dos jogos de azar.

Por questões de comportamento e saúde mental, como a forte tendência ao vício e descontrole, muitos congressistas foram a favor da medida de proibição das apostas e a imprensa teve um papel importante e argumentativo contra a legalização dos jogos de cassino no país.

Legalização das apostas esportivas em frequente discussão

Nos últimos anos o debate sobre a legalização das apostas esportivas e os benefícios econômicos gerados pela prática está em frenética discussão no congresso, principalmente pelo presidente da Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj), Sérgio Ricardo de Almeida.

A proposta de Almeida é instalar cerca de oito cassinos na cidade carioca. O intuito é fortalecer a economia movimentando cerca de 80 bilhões em receita. O mercado promissor atrai empresários de cassinos internacionais à cidade do Rio de Janeiro para conhecer as estruturas e checar as oportunidades.

Encantos mil: Rio está entre os estados preferidos dos turistas

De acordo com dados de 2018 da Polícia Federal e do Ministério do Turismo, o Rio de Janeiro é o segundo estado do Brasil que mais atrai turistas estrangeiros, ficando atrás somente de São Paulo. Afinal, a cidade é rica em atrações e privilegiada por belezas naturais, além de estampar a diversidade que existe no país, dos seus povos, etnias e paisagens da exuberante mata Atlântica.

A queima de fogos em Copacabana no réveillon é uma atração no Rio reconhecida mundialmente. Em 2019 a cidade atraiu 2,8 milhões de pessoas que foram contemplar dez balsas de fogos com efeitos em 3D. Teve até mensagem no Cristo Redentor em libras.

Com ambientes riquíssimos culturalmente, desperta a curiosidade dos estrangeiros que desejam explorar cada canto, desde os requintes e belezas de Copacabana, Ipanema e Gávea, a forte expressão cultural, histórica, política, artística e empresarial na formação de algumas comunidades gigantes, como a Rocinha, morro do Alemão e tantas outras.

O carnaval mais badalado do Brasil fica na cidade do Rio de Janeiro. Além do já mundialmente conhecido desfile das maiores escolas de samba na Marquês de Sapucaí, marchinhas percorrem os principais bairros e toda cidade festeja durante o mês de fevereiro. Copacabana, Ipanema e Leblon ficam lotados durante este período, é possível notar a diversidade de públicos presentes nas ruas e estabelecimentos.

Cassinos irão aproveitar o investimento em estruturas já realizadas

As Olímpiadas no Rio e a Copa do Mundo no Brasil foram responsáveis por construções no estado que atualmente são pouco exploradas, algumas até vazias. A cidade Olímpica é um bom exemplo. O Porto Maravilha e Barra da Tijuca são áreas que foram construídas especialmente para os jogos Olímpicos e necessitam de utilidade para justificar o alto investimento.

Quando falamos em jogos e apostas esportivas, os lucros gerados pela legalização da atividade não se restringem somente aos cassinos. Todo o estado, inclusive os comércios locais, hotéis e os centros comerciais recebem movimentação financeira, inclusive a ascensão ao turismo com a chegada dos cassinos.

Os brasileiros são jogadores ativos em apostas esportivas e jogos de cassino online, portanto a falta de legalização não impede a prática, somente impede que esse faturamento retorne aos cofres e receitas nacionais.

Um exemplo de crescimento econômico ocorrido a partir das apostas é a cidade de Las Vegas. Os cassinos reconhecidos por sua estrutura e conforto são cenários em grandes eventos e convenções. As ocupações ocorrem em 97% dos hotéis.

Setores como a construção civil – fortemente afetada pela crise econômica - tecnologia da informação e hotelaria são apenas alguns exemplos de geração de novos empregos e movimentação financeira proporcionadas pela possível legalização das apostas e cassinos no país.

Como um clube de poker ajudaria a crescer o turismo em Copacabana

Como um clube de poker ajudaria a crescer o turismo em Copacabana

pexels-photo-158966.jpg

Copacabana é o centro do turismo no Brasil e o coração do entretenimento no Rio de Janeiro. Um grande cartão postal do nosso país, diversão é o que não falta em um bairro conhecido mundialmente. Entre bares, baladas, shoppings e restaurantes, é possível passar dias e ainda não conhecer tudo que há de melhor. No entanto, há maneiras de impulsionar ainda mais o turismo em Copacabana e um clube de poker seria fundamental para tal.


Há vários motivos que mostram como um clube de poker seria uma ótima para o bairro. Copacabana é o lugar em que a noite nunca acaba, e só de estar localizado em um lugar onde milhares de pessoas passam todos os dias já seria um passo importante para o sucesso. Esse esporte é um dos mais crescem no Brasil, fácil de aprender e com muitos jogadores brasileiros brilhando no mundo todo. Em cidades grandes do Brasil, como São Paulo e Belo Horizonte, há vários clubes que atraem muitas pessoas diariamente.


Rio de Janeiro é, assim como em várias outras regiões do país, uma cidade com muita identificação com esse esporte. Jogadores cariocas como Leandro Burlamaqui, Marcelo Mesqueu, Alexandre Rivero e outros estão fazendo sucesso nas competições pelo Brasil afora. Além disso, na capital do estado há sete clubes, sendo eles: Ases do Poker, 3Bet Poker Clube, Chicken Clube, Rio Poker Clube, Villa River, Vegas Mall e River Texas. Também vale citar que atualmente está em andamento a Copa Carioca de Poker, que é um dos maiores eventos desse esporte no sudeste.


"Poucas coisas combinam mais do que jogar poker em grandes lugares turísticos. Quando há o glamour de uma grande cidade junto com uma mesa de grandes jogadores, o sucesso é evidente. É legal ver que no mundo cenários assim estão ficando mais presentes", disse uma vez o jogador canadense Mike McDonald, que é um dos campeões do esporte.
Em grandes metrópoles mundiais, há vários exemplos de clubes que foram instalados em lugares estratégicos dentro de bairros famosos para tornar-se uma referência no assunto. Em Londres, por exemplo, Grosvenor Casino The Barracuda London, em Baker Street, e o The Palm Beach Casino London, em Bekerley Street, são lugares considerados como referência na capital britânica para praticar esse esporte.


Grandes eventos de poker no mundo acontecem em cidades famosas em lugares conhecidos. Um exemplo disso é o World Series of Poker, um dos maiores torneios do mundo. Atualmente, ele está sendo disputado em Las Vegas, no Rio All-Suite Hotel and Casino. "Acho que já houve conversa sobre um lugar só para poker em Copacabana. Seria algo fantástico, uma combinação perfeita para um lugar que já respira entretenimento. Um clube bem feito e arrumado se tornaria referência no país", afirma o empresário de poker Bruno Tobias.


Copacabana tem de tudo um pouco para o entretenimento, mas o esporte não está evidenciado. Apesar de haver a cultura do futevôlei e a construção esporádica da arena para eventos de grande porte, um clube de poker ajudaria a massificar o esporte no bairro e trazer mais diversão noturna.


Com o crescimento dos jogadores de poker no Brasil, também no Rio de Janeiro e o aumento da popularidade desse esporte no país, são vários os fatos que mostram como um clube seria de ótima serventia no bairro mais famoso da cidade maravilhosa.
 

Lugares para visitar na noite de Copacabana

O bairro mais famoso do Rio de Janeiro não ganhou essa reputação ao redor do mundo só com as praias paradisíacas e com o ano novo. Copacabana também é um ótimo destino para se divertir à noite. Aqui, separamos os lugares que você não pode deixar de visitar quando o sol se põe.

Botequim Informal

Foto:  DeBoa Brasília

Foto: DeBoa Brasília

O próprio nome do bar já se refere a um clima mais descontraído. O slogan “o prestígio do bar é medido pela qualidade do chope” é o cartão de entrada do Botequim Informal. O que não falta por lá é cerveja, e o lugar ideal para se divertir com os amigos sem precisar de roupas chiques ou etiqueta exagerada.

O bar fica na Rua Domingos Ferreira, 215, e geralmente abre durante os dias de semana a partir das 21h.

Belmonte

Foto:  The Gannet

Foto: The Gannet

Um dos bares mais tradicionais do Rio de Janeiro, o Belmonte foi aberto em 1952 e desde então carrega consigo muita qualidade. A unidade em Copacabana é uma das diversas do Rio, e também uma das mais procuradas. Petiscos, cerveja e um cardápio cheio para os visitantes.

O Belmonte está localizado na mesma rua do Botequim Informal, na Rua Domingos Ferreira, 242, e geralmente não tem hora para fechar.

Fosfobox

Foto:  Folha Zona Sul

Foto: Folha Zona Sul

Com uma pegada mais alternativa, o Fosfobox é uma das baladas que mais lotam em Copacabana. Vários gêneros musicais compõem o Fosfobox, que sempre realiza festas para todos os gostos. Com espaço grande para dançar e se divertir com os amigos, é um lugar ideal para virar a noite.

O Fosfobox fica localizado na Rua Siqueira Campos, 143.

Cave

Foto:  YouTube

Foto: YouTube

Com ênfase na música eletrônica, a Cave, inaugurada em 2013, já recebeu vários DJs renomados que agitaram a noite de Copacabana. É outro lugar em que a noite é uma criança e não há hora para acabar.

A casa noturna fica localizada entre Copacabana e Ipanema, na Rua Francisco Otaviano, 20.

Calçada da Confeitaria Colombo

Foto:  Apaixonados por Viagem

Foto: Apaixonados por Viagem

Para quem quer sair da agitação das baladas, as mesinhas na calçada da Confeitaria Colombo são ideias para começar a noite e ver o pôr-do-sol. O lugar é um tradicional ponto de encontro de Happy Hour entre os moradores de Copacabana, e recebe turistas do mundo inteiro. Pertinho da praia, tem uma vista sensacional.

A calçada está localizada na Praça Coronel Eugênio Franco, 1.

Outras opções por perto

Uma vantagem de Copacabana é que este nobre bairro da zona sul fica perto de outros centros de entretenimento do Rio de Janeiro, como a Cinelândia. Com cerca de apenas oito quilômetros de distância entre um bairro e a praça, a Cinelândia tem como ponto forte muitos bares, restaurantes e cinemas.

 Além disso, perto da praça há opções que não existem em Copacabana, como clube de poker. O Rio Poker Clube, localizado na Cinelândia, sedia torneios diários e cultiva a forte tradição desse esporte na capital carioca, que em 2016 contou com muitos cariocas em um torneio importante no Caribe. Para quem gosta de sair das baladas e dos bares, o clube também é um lugar de boa localização.

 Outro lugar perto de Copacabana que chama muita atenção dos turistas fica em Ipanema. Também conhecido pelos barzinhos, a noite por lá é muito movimentada. Destaque para o Lord Jim Pub, um tradicional pub com muitas opções de cerveja, drinks e ainda tem karaokê para aumentar a diversão.

Com um estilo totalmente diferente do Lord Jim Pub, o bar Vinícius é um marco de Ipanema. Lá, há muita Bossa Nova e MPB que invadem a madrugada e chamam a atenção do público em geral.

Em uma localização privilegiada no Rio de Janeiro, Copacabana e arredores é a região ideal para quem quer curtir a noite — independente do gosto ou idade.